quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Os 100 melhores filme do século XXI

Às vezes temos a impressão de que já não fazem mais filmes como antigamente. É praticamente impossível imaginar que alguns longas-metragens lançados no cinema após o ano 2000 possam algum dia alcançar o mesmo patamar artístico de obras como "Psicose", "O Poderoso Chefão" ou "Cidadão Kane". Talvez não seja à toa que o cinema esteja numa fase de declínio, com perda drástica de público e arrecadação. Enquanto mais visam o lucro, mais a qualidade dos filmes parece cair e cada vez mais os produtores tem medo de investir em obras mais artísticas e menos fugazes, digamos assim.

Melhores filmes do século XXI

No enanto, analisando a listas dos 100 melhores filmes do século XXI, elaborada pela BBC, sentimos uma ponta de esperança. Talvez nem tudo esteja perdido. Ainda há espaço para filmes bem escritos, bem produzidos, bem dirigidos e que ousam sair da caixa, rompendo total ou em parte, com as velhas fórmulas de sucesso hollywoodianas, que tem a "Jornada do Herói" como sua principal fonte de inspiração.

Abaixo listamos 10 desses considerados entre os melhores filmes do século 21.

  1. Cidade dos Sonhos (2001);
  2. Amor à Flor da Pele (2000);
  3. Sangue Negro (2007);
  4. A Viagem de Chihiro (2001);
  5. Boyhood: Da Infância à Juventude (2014);
  6. Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004);
  7. A Árvore da Vida (2011);
  8. As Coisas Simples da Vida (2000);
  9. A Separação (2011);
  10. Onde os Fracos não Têm Vez (2007).

Para montar a seleção, a BBC consultou críticos de todo mundo. 177, para ser mais exato. Cada um votou no seus preferidos. Eram elegíveis filmes lançados a partir do ano 2000, apesar de sabermos que o século XXI só começou em 2001. Mas isso é só um detalhe. O importante é que o cinema não está morto. O cinema de qualidade, quero dizer. Ainda há espaço para muita coisa boa.

Ainda é cedo para dizer se algum desses filmes vão sobreviver a um exame detalhado. Afinal, não estamos nem na metade do século. Pode ser que daqui a alguns anos a gente olhe para trás e descubra que alguns desses filmes não eram tão bons assim. Ou talvez aconteça diferente, talvez a ente descubra que a qualidade do cinema feito neste século seja melhor que a do século passado. É possível que entre esses filmes estejam os novos clássicos de amanhã.

Mas, isso, só o tempo dirá.