quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

O melhor filme de ficção científica de todos os tempos

Há algum tempo a ficção científica era considerado um gênero menor tanto na literatura como no cinema. Felizmente o surgimento de alguns ótimos autores contribuíram para elevar esse gênero à categoria de arte. Um desse grandes escritores, sem dúvida, é sir Arthur C. Clarke. Deixando de lado monstros extraterrestres e lasers, ele escreveu histórias baseadas em fatos científicos. Há muito de previsão do futuro em seus livros.

Um de seus clássicos é, sem dúvida, "2001: Uma Odisséia no Espaço". Baseado no conto "The Sentinel", que relata como astronautas americanos encontram um estranho monolito negro enterrado na Lua, a obra foi escrita paralelamente ao roteiro do filme de mesmo nome, em parceria com o cineasta Stanley Kubrick.

O filme 2001 é pouco conhecido hoje em dia. Mas com certeza se trata da melhor produção do gênero de todos os tempos. Não só pelo roteiro magistral e denso, que passa longe do lugar-comum e do apelo das produções atuais cheias de explosões e batalhas.

Aliás, o filme prima tanto pela fidelidade aos princípios científicos que pode ser considerado monótono por muitas pessoas. Por exemplo: não há som no espaço. Então o filme reproduz isso com clareza. E no lugar do silêncio do espaço entra a belíssima trilha sonora com clássicos de Johann e Richard Strauss.

Lançado em 1968, numa época em que não existiam computadores e nada era digital, a obra surpreende por seus efeitos especiais. Mesmo hoje, passados mais de 40 anos o filme continua atual e não perde sua elegância estética.

Um dos personagens principais do longa é o computador HAL: 9000, considerado um dos maiores vilões da história do cinema.