quinta-feira, 31 de maio de 2012

Cenas de sexo no filme Paraíso Artificiais causam polêmica


No início do mês estreou nos cinemas o filme nacional "Paraísos Artificiais". O longa é produzido por Marcos Prado, produtor do blockbuster tupiniquim "Tropa de Elite" 1 e 2. Ele também é diretor do documentário "Estamira". A produção conta a uma história de amor entre dois jovens de 20 e poucos anos: Nando (Luca Biachi) e Érika(Natália Dill) e tem como pano de fundo as drogas sintéticas.




Os cenários principais da história, que acontece nos anos 2000, são a cidade holandesa de Amsterdã, o Rio de Janeiro e o nordeste brasileiro. O filme tem belas imagens como a do cartaz do filme acima, e que fez muita gente se lembrar de "Avatar". Segundo o diretor, o filme busca mostrar a reação das drogas sintéticas e convida o espectador a "viajar".

Porém, algumas polêmicas em torno da produção tem incomodado o diretor Marcos Prado. A principal delas tem a ver com as cenas de sexo. Muita gente teria deixado as salas de exibições por causa disso. Em entrevista ao programa "Agora é Tarde" do humorista Danilo Gentili, o diretor afirmou que apenas uma meia duzia de puritanos se sentou ofendido com o filme e acabou deixando a exibição, e que os jornais e sites tem usado de sensacionalismo para abordar o fato.

A seguir você confere o o trailer de "Paraísos Artificiais":